. comunicação na igreja

post2_06ago.jpg
[comunicação & marketing]

Efatá – Igreja e comunicação cristã

E, admirando-se sobremaneira, diziam: Tudo faz bem; faz ouvir os surdos e falar os mudos. Marcos 7:37 

A cura do surdo que mal falava foi ministrada por Jesus com a palavra Efatá, que significa, abre-te (Marcos 7:34). Para os pastores e líderes interessados pela comunicação cristã essa expressão resume a atitude que as igrejas devem ter para realmente exercitarem uma ação comunicativa embasada no Reino de Deus.  
Usualmente a maior preocupação é com a comunicação voltada à membresia ou à conquista de novos adeptos, o anúncio missionário e a palavra fortalecedora dos vínculos com a comunidade local. Isso deve ser fundamental em qualquer ação nessa área, pois a competição com os meios de comunicação e outras fontes de informação atualmente deixam as igrejas meio acuadas, voz que clama no deserto em meio à cacofonia que vai contra o respeito à vida humana e incita ao abandono da fé.  
No entanto, cumprir o efatá é ir além. Fazer surdos ouvirem é preparar pessoas a discernirem o que há de bom para ser ouvido, aptas a serem críticas com as mensagens que recebem e atentarem à voz do Espírito Santo, quando ELE chama a atenção aos necessitados, aos carentes e aos injustiçados. 
Fazer mudos falarem é unir os braços e avançar contra a opressão, em favor da vida, ao lado dos abandonados às margens dos caminhos, assim como Jesus pregou e fez. É a igreja levantar os olhos para além de seus muros e assumir um compromisso com a mudança do mundo ao seu redor, na luta pela democracia e pelo direito à comunicação que cada indivíduo e grupo têm*.  
Por fim, efatá pressupõe abrir-se ao diálogo com o outro, outras igrejas e líderes, entender que o céu não é um espaço exclusivo, um condomínio fechado reservado somente aos seus amigos e irmãos mais chegados. É demoníaco o fundamentalismo que promove a violência e a exclusão por eliminação, algo que tem crescido no mundo todo. É preciso combater esse mal com um esforço adicional de aproximação com outros cristãos, especialmente para suplantar a lógica do sectarismo pelo imperativo do amor. 
Declarar-se crente, cristão, protestante, evangelical ou outro termo qualquer pode ser um desafio na atualidade. Muitas vezes a comunicação que sai das igrejas ajuda a deturpar a imagem do povo de Deus, especialmente com as confusões causadas pelos falsos profetas, aqueles que têm mais amor ao dinheiro e fazem comércio de vós. Portanto, é preciso buscar uma comunicação que cumpra o efatá declarado por Jesus. Nos arredores de Decápolis, uma cidade profana dedicada a Roma, ELE foi capaz de realizar milagres em prol da comunicação.    
 

* Baixe gratuitamente um livro sobre o assunto em www.wacc-al.net/direitos.html. 


por Luciano Sathler
www.institutojetro.com.br

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s